CALÃO DE TRINCHEIRA

Pequeno glossário de expressões usadas pelos soldados portugueses nas primeiras linhas da Frente Ocidental.

A comer

Arames, ir aos
Ir concertar o arame farpado à terra de ninguém. Uma das tarefas mais detestadas pelos soldados do Corpo Expedicionário português, dada a perigosidade.

Arraite
Ataque de surpresa, possivelmente do inglês raid.

Avenida Afonso Costa
Terra de ninguém. Uma “simpatia” da soldadesca para com o homem que chefiava o Governo e os enviou para a Flandres.

 

Avenida dos milicianos
Primeira linha. Os oficiais que serviram na primeira linha eram quase todos milicianos.

Balázio
Bala de espingarda ou metralhadora.

Bate e foge ou Companhia do bate e foge
Morteiros ligeiros. O pessoal retirava depois de fazer fogo sem esperar pela retaliação.

Bife
Inglês. Da sigla BEF (British Expedicionary Force)

Boche
Alemão.

Bochelandia
Território sob o domínio alemão.

Botelha
Granada de artilharia em tudo semelhante a uma garrafa.

Cabra
Mochila.

Cachapim
Na descrição de André Brun, alguém que mesmo não sabendo da guerra de Troia nem organizar as camisolas na própria mala, conseguiu um lugar à retaguarda. Ou esteve na trincha um tempo e conseguiu de lá sair – o que demonstra a sua inteligência –, ou, devendo ir para lá, nunca lá pôs os pés – o que prova que é muito mais esperto do que parece.

Caga e foge
O mesmo que bate e foge.

Caixão de chumbo
A farda de mescla cinzenta dos soldados do CEP.

Camone
Inglês. De come on.

Caqueirada
Chuva de estilhaços de granada.

Cavalaria
Piolhos.

Cavanço
Ato de cavar.

Cavar
Do francês caver. Inicialmente, nada mais do que procurar abrigo na trincha face a bombardeamentos. Mas os cachapins adulteraram-lhe o sentido quando, sob bombardeamento, se metiam nos seus carros ligeiros e cavavam para a segurança da retaguarda. Passou a ser sinónimo de fugir cobardemente.

Chapéu de coco
Chapéu de ferro do CEP e das tropas britânicas.

Chouriça
Balão cativo, pela sua forma alongada.

Copo de meio litro
Granada de canhão de trincheira.

Cortar prego ou cavilha
Ter medo.

Costureira
Designação por que também era conhecida a metralhadora.

Escutar a cavalaria
Estar morto. Do hábito de colar o ouvido ao terreno para ouvir o ruído de longínquo tropel de cavalaria.

Fiel amigo
Corned beef.

Folgadinho
Soldado.

Frete
Série de tiros dos artilheiros contra o inimigo. Fazer um frete ao boche; frete do boche.

Galinha metralhada
Galinha guisada, muito mal partida. Dava a impressão de que uma granada lhe caíra em cima.

Gosma
Descanso. Vigarice. Doença fingida.

Lãzudo
Soldado.

Lata de corned beef
Granada ligeira alemã.

Licença da morte
Licença de 10 dias concedida aos mobilizados antes de embarcarem para a guerra em França.

Lifante
Termo dos soldados para o abrigo de trincheira em chapa de ferro, semelhante ao dorso do elefante.

Luísa
Metralhadora ligeira Lewis.

Mademoiselles da trincheira
Escoceses, devido ao uso do tradicional kilt. Tradução directa do francês Mademoiselles de tranchée.

Malta das trincheiras
Os que combatiam nas trincheiras. A origem do termo é atribuída a um oficial cachapim que a usou pejorativamente. Mas a malta adotou-a com orgulho para melhor se poder distinguir da fauna de cachapins e palmípedes, muitos dos quais das trincheiras só viram fotografias.

Meninos sem braços
Morteiros pesados.

Meninos sem tempo
Morteiros de trincheira (ligeiros).

Més
No Inverno de 1917 foram distribuídos aos soldados pelicos e safões alentejanos. Alguns janotas de trincheira usaram os agasalhos com o pelo de carneiro para fora. Um boche, ao topar os inimigos peludos, soltou um «mé!». E teve como resposta: «Carneiro será o teu pai, meu grande filho da puta!»

Migalhas de pão com pernas
Piolhos.

Mobília
Equipamento do soldado.

Mobilizar
Roubar.

Moni
Dinheiro. Do inglês money.

Nobre Exemplo
Sebastião Costa (filho de Afonso Costa, chefe do Governo) ofereceu-se para a guerra onde, no cachapinato, serviu como intérprete. A imprensa guerrista referiu-se a isso como um nobre exemplo. Ora, na trincha, onde se troçava de todos que não fossem da malta, ficou conhecido por essa alcunha, que viria a figurar na placa toponímica de uma das trinchas.

Palmípede
Militar do Estado-Maior, por ter palmas nos seus emblemas. Brun: «Ele é o cérebro inteligente que pensa, resolve e ordena. Nós constituímos o braço que executa e faz os gestos de vez em quando. Não somos nós, malta obscura, que fazemos a guerra. É ele, o palmípede, e, para que nós trabalhemos de madrugada, deita-se cedo em uma cama agasalhada e reflecte sempre dez minutos antes de conciliar o sono.»

Pas compris, linguagem do
Miscelânea de francês ou português afrancesado que falavam os nossos soldados com a população da Flandres.

Pilha cão, bombardeamento à
Bombardeamento feroz. Não havendo um local de relativa segurança.

Rebuçado
Bala de espingarda ou metralhadora.

Recoca
Retaguarda ou descanso.

Saco de boca ou saco da ração
Máscara antigás. Em gás-alerta usava-se sempre sobre o peito.

Serrano
Soldado.

Teoria
Repreensão (dava-se ou recebia-se).

Toupeiras
Soldados das primeiras linhas, por viverem em abrigos subterrâneos.

Traga meninos
General Tamagnini de Abreu, comandante-geral do CEP.

Travessa do matadouro
Trincheira perigosa por ser frequentemente batida pelo inimigo.

Trincha
Trincheira.


Fontes:

BRUN, André; A Malta das Trincheiras – Migalhas da Grande Guerra (edição digital); Edições Vercial; Braga, 2010-2013
LAPA, Albino; Dicionário de Calão (2.ª Edição); Editorial Presença; Lisboa, 1974
PAÇO, Afonso do; Gírias Militares Portuguesas; Edição de Maranus; Porto, 1926

2 pensamentos sobre “CALÃO DE TRINCHEIRA

  1. Muito interessante…algumas frases e expressões sobrevivem até hoje!

  2. Pingback: A Primeira Guerra Mundial em fotos | No Vazio da Onda

Comente

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s